17/07/2011

Nas entrelinhas...(4) - Opinião final

  Finalmente algum tempo livre para a leitura :)
  Já não era sem tempo....consegui acabar de ler mais um livro de Judi Picoult - FRÁGIL.
  Este foi-me emprestado por uma grande amiga que, na sua opinião, é dos melhores :) e eu concordo (pelo menos dos 2 que li :p )

  Como dito, aqui fica a minha opinião.

  Contrariamente ao "No seu mundo" este final inesperado enriqueceu a história. Este livro é mais uma prova que  Judi Picoult não é uma escritora de "contos de fadas" em que tudo acaba bem, mas sim uma grande escritora que escreve sobre várias realidades a que não devemos ficar indiferentes...não tenta torná-las num mundo cor-de-rosa mas sim transmitir-nos as dificuldades de certos assuntos.



 E aqui ficam algumas das passagens que me marcaram neste livro.
"-Não tens de dizer adoro-te para me dizer adoro-te. (...) Só tens de dizer o meu nome que eu sei.
 -Como?
 (...)
 -Quando gostamos muito de uma pessoa dizemos o nome dela de maneira diferente. Como se estivesse em segurança dentro da nossa boca."
 "Podemos dizer a nós próprios que estaríamos dispostos a perder tudo para ter uma coisa que desejamos. Mas é um paradoxo: todas essas coisas que estamos dispostos a perder são o que nos definem. Se as perdemos, perdemo-nos a nós próprios"
 "Há um preço para tudo. (...) Não há nenhuma balança cósmica onde possamos pesar os nossos actos; aprendemos demasiado tarde quais as escolhas que estragam o equilíbrio frágil."
 "Quando pensamos que temos razão, o mais provável é estarmos enganados"
 "As coisas que se partem - sejam ossos,corações ou promessas - podem voltar a ficar juntas, mas nunca mais ficarão inteiras"

2 comentários:

Christophe disse...

Adorei as citações especialmente a primeira :)...Não é por dizer muitas vezes adoro-te ou gosto muito de ti ou amo-te que se mostra o sentimento, mas sim através do olhar ou simplesmente os nossos actos...

Gostava um dia de ler um livro desta grande escritora :)

Beijinho <3

Sílvia Reis disse...

Eu sabia que ias gostar.
Quando quiseres empresto-te os outros.

Beijinhos <3